Estudo sobre frete

O custo de transportar uma mercadoria até o cliente é um dos assuntos mais discutidos entre os lojistas. O processo de entrega dos produtos é cada vez mais importante, pois representa boa parte da experiência do cliente com a loja virtual. Além disso, seu custo pode ter um impacto relevante no total pago na compra.

A realidade do cálculo de frete é complexa, ainda mais em um país como o nosso que possui uma enorme extensão territorial, diversos impostos, como o ICMS, por exemplo, e um alto custo operacional, que encarecem o frete tanto para o lojista quanto para o consumidor final. E no caso do e-commerce, reduzir o custo do frete e oferecer um serviço ágil pode ser uma questão de sobrevivência no mercado e também um diferencial para se tornar mais competitivo.

Sabendo disso, recentemente realizamos uma pesquisa entre os lojistas da ABLEC para entender e avaliar os números do grupo em relação ao frete. E ficamos surpresos com o que nos foi apresentado. A começar pelo volume de pedidos hoje trabalhado, com 37 lojistas associados, atualmente movimentamos aproximadamente 55 mil pedidos mensais, um numero considerável, tendo base o ano de 2016, que como sabemos não foi um dos melhores anos para o e-commerce.

 

infografico

Infográfico dos resultados gerados pela pesquisa.

Outro ponto, que também nos chamou bastante atenção, é o domínio dos Correios, 95% dos lojistas o utilizam como transportadora; dos 55 mil pedidos, aproximadamente 35 mil são transportados através dos Correios. A segunda transportadora mais utilizada pelo grupo é a Total Express. Aproximadamente 20% do grupo utiliza a empresa do grupo Abril, transportando em media 6 mil pedidos mensais.

Em relação ao destino das entregas, é nítido que a região Sudeste é o principal rumo das mercadorias. Dos nossos 37 lojistas associados, 100% realizam entregas na cidade de São Paulo, seguido por Rio de Janeiro 78% e Belo Horizonte 75%. Na região Centro-Oeste, Brasília aparece como a principal cidade, recebendo 21% das entregas; e no Nordeste, Salvador é o principal destino com 13% das entregas.

Como sabemos, estudar essas situações é fundamental para traçar algumas estratégias e buscar a melhor situação possível, na qual o frete seja ao mesmo tempo viável para a loja e atrativo para o consumidor.

Compartilhe