Comparativo Black Friday (2015 e 2016)

A ABLEC elaborou um relatório sobre o Black Friday de 2016 de acordo com os lojistas associados. Neste relatório, fornecemos dicas e sugestões e comparamos os dados de acordo com o ano de 2015. Todas as informações foram elaboradas através de uma pesquisa feita com as empresas. No total foram 30 questionários enviados, considerando o período de 27/11 a 01/12 em 2015 e 26/11 a 29/11 em 2016, e 11 respostas obtidas.

junto

Dos lojistas que responderam a pesquisa, 46% tiveram uma quantidade maior de pedidos, crescendo em relação às vendas de 2015, 36% tiveram uma quantidade menor, decrescendo em relação às vendas de 2015 e apenas 18% não havia participado em 2015.

ticket-medio

De acordo com os lojistas que responderam as perguntas, 55% tiveram o ticket médio maior em relação a 2015 e 27% tiveram ticket médio menor.

total-pedidos-bf

Mesmo considerando que 46% do lojistas tiveram aumento na quantidade de vendas, em 2015 houve um total de 10947 pedidos e em 2016 houve um total de 10066, 8% a menos que no ano anterior.

total-recebido-bf

Ao contrário o total de pedidos que diminuiu esse ano, o total recebido pelos lojistas da ABLEC aumentou cerca de 18%.  Foram R$ 622.542,83 a mais que no ano de 2015.

ESTRATÉGIAS QUE FUNCIONARAM:

  • Desconto em boletos:

Oferecer desconto nos boletos online foi uma estratégia de sucesso que gerou uma grande quantidade de vendas.

  • Lançamento da campanha antecipadamente e utilização das redes sociais:

Utilizar as redes sociais e lançar a campanha antecipadamente foram duas estratégias de divulgação de deram certo, de acordo com o lojistas entrevistados.

  • Produtos a pronta entrega:

Os produtos a pronta entrega, com estoque real diminuem o prazo de entrega e geram novas vendas.

  • Melhores negociações com fornecedores:

Melhores negociações com os fornecedores podem acarretar em descontos específicos e maior lucro para o lojista.

 

ESTRATÉGIAS QUE NÃO FUNCIONARAM:

  • Não diminuir o preço em relação aos concorrentes:

É importante analisar o preço dos concorrentes no mercado para manter-se na média e conquistar os clientes.

  • E-mail marketing:

De acordo com alguns lojistas, o e-mail marketing não teve uma conversão igual a 2015 para atingir os consumidores.

  • Anunciar no Google:

Anunciar no Google não foi uma estratégia de sucesso, pois as palavras chave estavam inflacionadas, gerando gastos desnecessários.

  • Vender produtos com baixas margens:

As vendas podem até ser altas, mas no final o lucro ficou comprometido.

Compartilhe